As pessoas vão te machucar.

Vão te destruir. Vão ficar desfiando cada pedacinho de músculo do seu coração lenta e profundamente até você achar que não tem mais nada alí.

Elas vão te ignorar. Vão mentir para você. Mentir descaradamente, mentir sorrindo, vão mentir enquanto te abraçam, te beijam, te fazem sorrir.

Elas vão esquecer de você, vão ignorar o que elas significam para você, afinal você não significa nada para elas.

Vão passar do seu lado e fingir que nunca te viram. Vão olhar através da onde você está, mas nunca nos teus olhos.

Vão ser crueis. Sem coração. Vão te fazer chorar e chorar e chorar…

Então as lágrimas vão secar. Involuntáriamente.

Você vai se sentir estúpida por gostar delas mesmo assim. Por sentir saudade de algo que nunca fui real. E aí vai perceber como é maravilhoso ser como você é.

Alguém que se preocupa, que gosta das pessoas, que não trata sentimentos alheios de maneira irresponsável. Você vai se orgulhar de você, do seu caráter, do seu coração.

Coração que embora desfiado você pode unir,um por um todos os pedacinhos. Porque as pessoas são diferentes e algumas delas são simplesmente reais.

Um dia alguém vai compensar todos os pedacinhos que já foram quebrados e tudo isso não vai ter importância nenhuma…

Como uma ladra

 

Eu tenho tanta coisa para dizer que passei o dia todo ensaiando meu discurso em frente ao espelho. Então eu tento cada vez que eu recomeço a falar a parecer menos envolvida, menos sentida, menos frágil.

Acontece que existe alguma coisa estúpida dentro de mim que me da uma vontade louca de ser extremamente sincera, de me deixar ser transparente, de dizer com palavras tudo que meu coração me diz com batimentos descompassados.

Eu gostaria de dizer que apesar de não ser a garota mais bonita do mundo, muito menos bonita o suficiente para você eu posso me esforçar para ser o aceitável.

Gostaria de dizer que embora eu tenha uma espécie de coração necrosado dentro de mim eu poderia tentar juntar todos os pedacinhos de coração que existem espalhados dentro de você, como um enorme quebra-cabeça um por um, até você se sentir completo outra vez. E embora eu não seja extremamente especial, eu gostaria de ser aquela pessoa com quem você vai desabafar quando estiver triste, aquela que você vai perder a paciência quando estiver nervoso, aquela que você vai fazer rir quando estiver feliz. E eu também posso me adaptar a sua vida, você não precisa se incomodar com isso. O fato de eu gostar de você assim, por si só me faz estar preparada para isso.

Eu gostaria de dizer que se você pudesse me deixar tentar ser aquela pessoa que vai estar do seu lado quando parecer que ninguém mais está eu me esforçaria para você não se arrepender.

Mas se por acaso você não quiser deixar, ou quiser e ver que eu não consegui. Eu juro que vou te abraçar muito forte pela última vez e vou embora. Você não vai mais precisar olhar para mim, lembrar de mim, pensar em mim.

Então eu já tenho uma estratégia, eu vou cortar os cabelos de uma forma que nunca fiz, vou fazer tatuagens, vou trocar minhas roupas e tirar aos poucos de mim cada pedacinho de você. Mesmo que, secretamente, como uma ladra eu tenha levado comigo um dos pedacinhos do seu coração que eu não fui capaz de colar.

Você tem vinte e quatro horas

 para pegar o telefone e dizer que sente a falta de alguém. Tem vinte e quatro horas para ir até o lugar onde você sabe que alguém vai estar, forjando um encontro casual so para sorrir quando encontrar e dizer ‘nossa, como é bom te ver’. Tem vinte e quatro horas para escrever uma mensagem que embora não seja respondida vai fazer a diferença ’ boa noite’. Você tem vinte e quatro horas para deixar-se levar pela corrente, para perder o medo do escuro, do futuro, de gostar. Você tem vinte e quatro horas para fazer tudo o que gostaria de fazer amanhã, depois, ou outro dia e ter mais tempo nos próximos dias para fazer mais coisas que gostaria.

Você tem vinte e quatro horas para demonstrar que se importa. Porque o importar-se vai além do sentir falta. O importar-se sempre vem acompanhado, embora muitas vezes pareça que não.

Você tem vinte e quatro horas para decidir se vai passar uma vida de medos, angústias, suposições…

Ou se vai ganhar outras vinte e quatro horas para viver o que sempre quis.

teoria da constelação

 

Está vendo aquelas estrelas no céu? Eu tenho certeza que você pensa que são apenas estrelas. Não são. Elas só são apenas estrelas para quem acredita nisso. Ora essa você sabe bem que eu sou contra a qualquer tipo de coisa racional.

Elas são sonhos. Cada sonho que se realizou. Quando uma pessoa consegue realizá-lo surge uma nova estrela. Quando alguém desiste de um sonho uma nuvem esconde outra.

Não é ridículo. Pense bem. Imagine uma coisa que você quer muito… Quando você conseguir, uma estrela vai surgir no céu. Quem garante? Eu! Ou você vai dizer que sabe quantas estrelas tem lá, para fazer o balanço de quantas surgiram aquele dia? Não, eu também não sei quantas tem, mas são muitas. Muitas pessoas sonham, muitas pessoas realizam, muitas estrelas surgem.

Não me olhe assim. Eu estou dividindo com você a teoria da constelação e eu nunca fiz isso com ninguém. Você tem que saber escolher a pessoa com quem vai dividir as estrelas.  Eu te escolhi, você pode ser um pouco menos cínico por favor? Obrigada.

Sim, eu realmente acredito nisso. Ah, você tem algo que vai me fazer desacreditar na minha própria teoria?

Sim, eu tenho uma resposta pra isso. Nós não estamos juntos porque meu sonho nunca foi ter você para mim agora. Meu sonho foi ter você comigo para sempre.

E eu não preciso que você me ame para estar comigo. Só preciso que você goste um pouquinho de mim, que divida comigo seus sonhos, suas estrelas. Preciso que você me abrace quando eu estiver triste e nervosa e que me diga para ficar calma.

Existem várias formas de estar com alguém.

E para mim, a mais pura delas é dividir estrelas. Ou não faria sentido acreditar na teoria da constelação. Sem contar que assim você pode sair com quantas garotas quiser, eu não preciso me preocupar em ficar bonita para você e posso te xingar quantas vezes for preciso.

A teoria é minha, o contrato é meu e eu decido como vou lidar com isso.

É… tem razão, as estrelas também são suas… Mas só elas.

OLHA! Você viu?

Apareceu uma estrela nova! É claro que você não viu! Idiota. Fica quieto e olha pro céu que eu perdi a paciência. Mas não! Segura minha mão…