paranoia

Eu não quero dúvidas, ambiguidades, suposições. Eu quero clareza, atitude, imposição. Eu quero verdade. Mas é mentira que eu falo só a verdade. É mentira que eu falo 50% da verdade. É mentira que eu falo 10% da verdade. Porque a verdade me da medo. E eu também não quero medo. Ou eu quero que SÓ EU possa sentir medo. Quero que as outras pessoas não tenham medo de dizer, de fazer, de mostrar alguma coisa. Mesmo que isso possa me magoar depois. Depois eu não vou querer que ela tenha dito, eu vou ser injusta mas na verdade é isso que eu quero. Eu não conheço paciência, só conheço a agonia. Mais do que isso, eu não conheço uma única pessoa que saiba conviver pacificamente com minha agonia, meus medos, minhas verdades, minha clareza, minhas atitudes, minhas imposições, minhas ambiguidades, minhas suposições, minhas dúvidas. Eu falo todos os dias para mim mesma: PARA NOIA! mas ela não para.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s