Sobre amores platônicos, quases e nadas.

Foi preciso mais uma desilusão quase amorosa para que eu pudesse entender como meu organismo reage a essas manifestações estranhas de sentimento e ter discernimento para saber o que é um quase relacionamento que deu errado e o que é um amor platônico.

Quase relacionamentos, do latim rolos que não vão pra frente, começam como qualquer promessa de história de amor. São bem traiçoeiros e te fazem esquecer quase tudo que você tinha aprendido com quase relacionamentos anteriores. O real problema de ser uma pessoa com muitos “quase-ex” é que na maioria das vezes isso faz com que você se sinta “quase boa”. E o que é quase, simplesmente não é.

O quase bonito ainda é feio; o quase rico ainda é pobre; o quase feliz ainda é triste; um quase amor não é amor.

Quase relacionamentos, na maioria das vezes terminam porque eram (de certa forma) unilaterais. Embora a princípio, a outra pessoa parecesse ser a peça do quebra-cabeça que destruiria o quase e tornaria tudo aquilo de verdade, ela simplesmente não era.

E com o tempo você vai percebendo que o interesse, a alegria, a vontade de estar juntos, não eram completos. Eram quase.

Manter algo que poderia ser um relacionamento de verdade de forma unilateral, é impossível. Porque relações reais são feitas de duas partes. Quando uma falha, ela deixa inclusive de ser uma quase relação

O lado bom de ter um amor platônico, é que você vive da segurança de que ele nunca vai te machucar. Quanto mais impossível, melhor. Porque amores platônicos nasceram para ser SÓ amores platônicos. Aquele que te permite namorar mentalmente com uma celebridade ou qualquer pessoa absolutamente distante que não sabe da sua existência, e se souber não fará nenhuma diferença.

A questão é que amores platônicos são completos. Não precisam de duas partes, só uma já é suficiente. São resistentes ao tempo. São resistentes a decepções. São resistentes a quases. 

E se ter um amor platônico é não ter nada, eu concluo que até o nada é superior a um quase.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s