Pode ir

Agora você pode ir. Pode ir tranquilo que aqui não sobrou nada que te falta levar. Na sua bagagem tem tudo que você poderia ter conseguido. Tem mais do que você merecia ter levado e você sabia disso quando ficou até levar tudo.

Agora você pode ir. E pode levar aquela menina estranha que vivia por aqui quando você ainda estava por perto. Porque ela também esvaziou e agora não faz sentido continuar por aqui.

Vai logo e leva sua culpa que não existe. Leva tudo de você que ficou por aqui e todos aqueles bons sentimentos que alguém tentou te dar. Leva porque se tentaram tanto é porque foi de coração. E também porque você precisa muito mais disso do que quem ficou. Porque quem tem amor demais para dar é porque não precisa de tanto para viver.

Mas deixa tudo aquilo que ela tentou entregar e você fez pouco caso. Deixa aquela coisa sem sentido que tem gente que chama de carinho. Deixa a atenção, a compreensão, os sorrisos,  os abraços de urso, as juras de dedinho. E aquilo que um dia era para ter sido e não foi. Porque alguém vai pegar tudo o que você quis ignorar. Então pode levar todo o resto.

Pode ir e fazer o que sempre quis. E viver a vida do jeito que acha certo. Mas vai. Vai de uma vez, porque aqui não sobrou nada para você.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s